Zumbi quer achar:

22 de jan de 2015

Entrevista Zumbi: Shallow Void

Apesar de possuir menos tempo de estrada que as outras (poucas) bandas que já foram entrevistadas por aqui, o Shallow Void já mostra muita competência. O quarteto formado por Allan Lordaro (baixo), Gustavo Bueno (guitarra), Gabriel Martinez (vocal) e Alexandre Dantas (bateria) lançou seu primeiro trabalho, o EP Rising Sun no final do ano passado e tirou algum tempinho entre um ensaio e outro para responder algumas perguntinhas para o Zumbi Atômico.


Como a Shallow Void começou?

(Gustavo Bueno) – Bom, a Shallow Void começou no fim de 2013 com o término da banda Jailbird, da qual eu e o Grey fazíamos parte. Na época já estávamos sustentando a ideia de partir para um som um pouco mais arrastado com algumas influências básicas de Sleep, Kyuss, Electric Wizard e, principalmente, Black Sabbath.
Inicialmente o projeto que viria a ser a Shallow Void de hoje seria apenas virtual, nada muito específico... E depois do lançamento da nossa demo (Black Witch, disponível no Soundcloud) de gravação caseira e produção descontraída, decidimos que a banda teria que ser levada para frente com uma formação verdadeira. A primeira formação a se firmar foi com Allan Lordaro (atual) assumindo o baixo e o Renato Pestana (Fatal/25º Experiência) na bateria, mas o Renato não pôde ficar conosco por muito tempo por algumas prioridades musicais. Felizmente, o Allan já tinha mais um projeto com Alexandre Dantas, que topou na hora assumir a vaga , completar a atual formação da banda e definir a cara do som.

A banda recentemente lançou seu primeiro EP, o Rising Sun. Vocês poderiam falar um pouco sobre ele?

(Alexandre Dantas) – Desde o começo da banda, o objetivo principal era iniciar a gravação de um EP o mais rápido possível. O Gustavo já tinha alguns riffs e ideias pra servirem de base pro disco, assim como o Allan possuía algumas linhas de baixo e o Grey algumas letras, e é claro, Black Witch estaria inclusa na parada.
Depois do primeiro ensaio comigo, que foi mais para sentir o entrosamento entre os integrantes, as músicas pro álbum surgiram facilmente, tanto que no segundo ensaio já tínhamos praticamente todo o corpo de Forsaken (segunda faixa) e a ideia inicial de Purple Fog, que viria a abrir o EP.
Pra selar o nosso primeiro registro como banda, o Gustavo trouxe a Fading Moon idealizada e naturalmente os arranjos foram se encaixando conforme a gente ensaiava, fechando assim as quatro faixas de Rising Sun;
Com todas as músicas prontas e a banda focada, iniciamos as gravações em julho de 2014, aproveitando o clima e o ritmo de copa do mundo no Estúdio 68, do nosso grande parceiro Allison Insone (é nóis ‘’muleque’’), e assim o sol se ergueu!

Os integrantes da banda possuem outros projetos paralelos?

(Alexandre Dantas) – Sim, eu tenho uma banda de Tech Thrash/Death chamado Abstracted, que nasceu de um projeto em que o Allan fazia parte também (Perpetual Black Second), quem quiser ouvir algo sobre é só ver na nossa página do facebook. Na página só tem alguns vídeos, mas em dezembro começamos a gravar o nosso EP.
Tenho mais alguns projetos que ainda não saíram do papel, então são só a Abstracted e a Shallow Void mesmo.
(Gabriel Martinez) – Faço parte de uma banda de “Stoner Psicodélico”, chamada Kalahari (antiga Voodoolord). O material ainda não está disponível na internet, mas esperamos que em breve possamos lançar um álbum para a galera.

Quais são os planos futuros para a banda?

(Allan Lordaro) – No momento estamos em processo de composição de um novo material para 2015 (provavelmente um full lenght), quem quiser acompanhar esse processo, está convidado para os nossos shows (datas na página do Facebook da banda) .
Acho que agora o principal é a divulgação do EP através da internet, boca a boca, rituais satânicos, orações aos deuses egípcios e também por meio de shows futuros. Logo logo teremos merch e a versão física do EP à venda, mais informações na nossa page... COMPRA O NOSSO TRAMPO!

Obrigado por cederem um pouco de seu tempo para essa entrevista, deixem um recado pros leitores do Zumbi Atômico.

(SHALLOW VOID) – Primeiramente, gostaríamos de agradecer ao Ricardo Siqueira pela força e pela oportunidade de expor nossos ideais comunistas e shamanistas aqui no Zumbi Atômico . E pra fechar essa paradinha, a gente pede para que os leitores ouçam o nosso som e não deixem de checar os nossos tutoriais e detonados de games no Youtube! Partiu.

BANDCAMP

FACEBOOK

SOUNDCLOUD

Nenhum comentário:

Postar um comentário